Início Gerais PGJ deve entregar usina de energia solar na Promotoria de Justiça de...

PGJ deve entregar usina de energia solar na Promotoria de Justiça de Patos neste 1º semestre

Ainda neste primeiro semestre, a Procuradoria-Geral de Justiça deve entregar as obras de reforma da Promotoria de Justiça de Pombal e de construção da usina de energia solar em Patos, que tem capacidade para geração de energia limpa para abastecimento de seis unidades ministeriais localizadas no Sertão do Estado. As ordens de serviço foram assinadas pelo procurador-geral de Justiça, Antônio Hortêncio Rocha Neto, no mês passado, e as obras, que têm foco na inovação e na sustentabilidade, já estão em andamento.

A sede do Ministério Público em Pombal será completamente reformada, com modernização da área externa do prédio, reconstrução e reestruturação interna dos ambientes, incluindo a construção de um auditório para a unidade. “A obra deve ser concluída em 120 dias. O prédio também ganhará novos equipamentos e espaços, melhorando e aprimorando a estrutura para o trabalho das pessoas que integram nossa Instituição e para o atendimento das demandas da população”, afirmou Antônio Hortêncio.

De acordo com o procurador-geral, com a suplementação de recursos, será possível inserir na reforma da Promotoria de Pombal a instalação de módulos solares, o que a qualifica como a primeira obra do MPPB finalizada com a estrutura para captação da energia solar. A energia sustentável produzida será capaz de atender à própria unidade e à Promotoria de Justiça de Catolé do Rocha.

A usina
Já a construção da usina de energia solar na Promotoria de Justiça de Patos deverá ser concluída  no próximo mês de fevereiro. Será a primeira obra dessa natureza no MPPB, com a perspectiva específica de contribuir com o meio ambiente e reduzir custos de energia elétrica por meio de fonte de energia renovável, ilimitada, limpa e sustentável.

A usina de energia fotovoltaica contará com 184 placas de captação e terá a capacidade de compensar o consumo de energia de outras cinco promotorias de grande porte. “Essas iniciativas de vanguarda na instituição impõem um caminho necessário e indispensável, como forma de contribuir com a sustentabilidade do planeta, a partir do exemplo de uma instituição pública que também possui atribuição na defesa do meio ambiente”, ressaltou Antônio Hortêncio.

O secretário-geral, Rodrigo Marques da Nóbrega, lembrou que as obras são fruto de muito trabalho, desde o planejamento dos recursos até a entrega final da reforma: “Várias ações prévias são realizadas, como aprovação de projeto pelos gestores da unidade, aquisição de mobiliário, de climatização e de equipamentos de TI são possíveis a partir do trabalho em equipe que é feito pela gestão administrativa do MPPB”.

De acordo com a promotora de Justiça, Cristiana Ferreira Vasconcellos, secretária de Planejamento e Gestão, ações como estas estão alinhadas ao mapa estratégico, na medida em que há objetivos específicos relacionados à inovação e ao zelo pela sustentabilidade em toda a forma de atuação do MPPB.

Economia e outros projetos

O diretor administrativo da instituição, Jonatha Vieira de Sousa, destacou que, além dessas iniciativas, o MPPB empreendeu esforços e conseguiu a aprovação de projeto junto à Energisa. “A sede do MPPB já conta com 349 lâmpadas em LED e 30 módulos solares fotovoltaicos, instalados em 2022 e em funcionamento a partir da aprovação do projeto submetido ao Programa de Eficiência Energética da Energisa”.

Segundo ele, também em 2022, foram executados seis procedimentos de desfazimento de bens avaliados como inservíveis ao MPPB. Jonatha Vieira lembrou que todos os descartes seguiram rigorosamente as normas que disciplinam a matéria sob o ponto de vista legal e de procedimentos quanto à destinação final.

Estão previstas no Plano Diretor da Diretoria de Administração (DIADM), outras ações sustentáveis, como seletividade na coleta de papel, reuso da água de condicionadores de ar e aquisição de utensílios para substituição completa de materiais descartáveis.

Assessoria – MPPB

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!